Novas Poesias
Carregando...
segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Minha flor


E no jardim onde à encontrei,
Era a mais charmosa,
Nem vermelha e nem rosa,
Sem pétalas e espinhos; minha flor

Delicada como as nuvens,
Mas não era branca,
Era sábia e tão pequena,
Minha flor era morena

No meio à tantas escolhi,
Por ser bela e cheirosa,
Agitada com o vento,
Tornou-se tão formosa

No frio e no calor,
Não perdeu a beleza,
E nos olhos a certeza,
Meu amor é uma flor

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

 
Mostrar Rodapé